A Surfer Headed for the Waves
Kodiak Greenwood

Picos de surfe na Califórnia

Cabelos queimados de sol, os sorrisos freqüentes, os olhos sempre olhando para o oeste ou para o horizonte para ver quando a próxima onda pode rolar.  Essa é a aparência inconfundível de uma cidade de surfe na Califórnia, lugares que vivem e respiram pela próxima grande onda. O surfe há muito tempo é um dos símbolos mais emblemáticos do estilo de vida californiano, e agora é reconhecido como o esporte oficial do estado (e, a partir de 2018, o dia 20 de setembro foi declarado Dia do Surfe na Califórnia).

Venha, compre um biquíni novo ou bermuda, coloque os dedos na areia e assista à ação - ou talvez você prefira ficar na varanda à beira-mar do seu quarto ou no restaurante com vista para o oceano na hora do almoço. Melhor ainda, vá em frente - faça uma aula de surfe e pegue onda. A parte mais difícil será decidir para onde ir quando aprender, já que há tantas opções na Califórnia.

Há Huntington Beach, por exemplo, onde fica o International Surfing Museum e a maior prancha de surfe do mundo. Ou então, Malibu, frequentada por celebridades, ou mesmo Newport Beach, que oferece excelentes opções em bodysurf e é conhecida como o berço do esporte; os famosos pontos turísticos de Orange County, San Clemente, e San Onofre State Beach, lar dos mundialmente famosos Trestles, ficam nas proximidades. E, claro, há Santa Cruz, com a amigável Cowell's Beach para iniciantes, ao lado do Santa Cruz Wharf; e San Diego, onde você pode visitar vários picos de surfe e ir às compras das famosas ​​pranchas de surfe Hansen. Continue lendo para descobrir mais as mecas do surfe ao longo da costa da Califórnia.

Statue of Surfer with His Board at Huntington Beach, California
Tom Story

Cultura do Surfe

Cultura do Surfe
Faça uma aula ou simplesmente veja os profissionais arrasando

A tradição do surfe em Orange County remonta há mais de 100 anos, quando o pioneiro havaiano George Freeth realizou demonstrações de como deslizar sobre as ondas, durante a inauguração do novo píer de Huntington Beach, em 1914. Na década de 1920, o ícone olímpico e do surfe Duke Kahanamoku também surfou no píer. Mas o esporte realmente deslanchou nos anos 1950 e 60, quando Huntington Beach começou a receber grandes eventos e despontou como a mais importante cidade de surfe em solo norte-americano. Como diz Corky Carroll, lenda do surfe local, "Orange County é o centro cultural do mundo do surfe, e Huntington Beach é como a batida do coração."

As lojas de Huntington Beach amplificam essa sensação. Em frente à Jack's Surfboards, a Walk of Fame do surfe homenageia os maiores surfistas que têm seus nomes gravados em palcas de granito sobre a calçada. Perto dali, a loja Huntington Surf and Sport imortaliza as lendas locais do surfe com os formatos das mãos e dos pés em um Hall of Fame. Já no International Surfing Museum, não deixe de ver uma das pranchas de longboard de Duke Kahanamoku.

É claro que o surfe no Orange County vai além de Huntington Beach. Na extremidade sul de O.C. estão San Clemente e San Onofre State Beach (onde grandes surfistas pegam as famosas ondas que quebram em Trestles). Subindo a costa, veja os mais ousados dispensarem a prancha, praticando bodysurfing em uma área da Newport Beach frequentada somente pelos mais experientes: The Wedge.

Quer aprender a surfar? Considere ter aulas na Corky Carroll's Surf School, em Huntington Beach ou Bolsa Chica State Beach, ou vá para o sul, para a San Clemente Surf School

Picos de surfe na Califórnia VCW_D_LA_T7_Malibu_WestwardBeach_TS-sized_0
Tom Story

Malibu

Malibu
Explore a famosa cidade litorânea com um autêntico poder de estrela

Estendendo-se por mais de 51 quilômetros ao longo do Pacífico, Malibu é uma cidade de praia singular. Estrelas de Hollywood e atletas famosos escapam para casas com vista para o mar em longas faixas da praia, com lugar "na primeira fila" para ver surfistas e por do sol inesquecível. Considerada uma praia com uma das ondas mais perfeitas do mundo, Surfrider Beach foi nomeada como a primeira Reserva Mundial de Surfe. Perto dali, a ensolada Zuma Beach atrai famílias e pessoas da região; vá em busca de dias mais tranquilos, se esse for seu estilo.

Você pode fazer compras de moda praia e até, quem sabe, ver uma das celebridades locais no Malibu Country Mart e no Malibu Lumber Yard, dois luxuosos shoppings na vizinhança. Há restaurantes e pescaria no Píer de Malibu (um ótimo lugar para ver o movimento em Surfrider). No inverno, Point Dume, na extremidade norte de Malibu, oferece uma posição ideal para ver baleias cinzentas em migração.

Por mais difícil que seja se afastar do mar, se você andar apenas uma pequena distância para longe do litoral, também poderá fazer caminhadas por colinas e vales com flores silvestres na primavera e até cachoeiras na Área de Recreação Nacional Santa Monica Mountains.

Surfers on a San Diego Beach
San Diego by Dave Lauridsen

Surfe e sua cultura

Surfe e sua cultura
Tente a sorte no hanging 10 ou, pelo menos, faça pose

Às vezes, parece que todos surfam na região de San Diego. Quando está bom para surfar, há um fluxo regular de surfistas (e skatistas também) vestindo trajes de banho. Quando eles não estão na água nem na praia, estão dirigindo seus carros, com as pranchas no bagageiro, indo para conhecidas arrebentações, tais como Bird Rock, Oceanside Pier e a lendária Windansea (retratada no best-seller the Tom Wolfe, The Pump House Gang).

O California Surf Museum, em Oceanside, celebra a tradição de surfe do país. Visite-o para ver pranchas históricas e exposições homenageando lendas que desenharam as ondas locais. Em toda parte de San Diego County, especialmente nas cidades litorâneas de Leucadia e Encinitas, você encontrará dezenas de lojas de pranchas, incluindo a Hansen Surfboards (aberta desde 1961); pare nesses veneráveis pontos de encontro para pegar umas dicas com os locais. E, mesmo que você não planeje surfar, ainda pode comprar bermudas de surfista e completar o programa com um café da manhã em um tradicional lugar de concentração de surfistas, como o Pipes Cafe, em Cardiff-by-the-Sea; e o Beach Break Cafe, em Oceanside.

A Surfer Heads for the Water at Huntington Beach, California
Kodiak Greenwood

Huntington Beach

Huntington Beach
Pegue uma onda em Surf City, EUA

O verão nunca termina em Huntington Beach. A cultura de praia do sul da Califórnia prospera ao longo da sinuosa linha litorânea da cidade, onde você pode andar de bicicleta próximo ao mar, jogar vôlei e, claro, surfar.

Vá ao Museu Internacional do Surfe, e verá de perto como essa cidade de Orange County, com 16 quilômetros de praia e ondas consistentes, conseguiu seu apelido de Surf City, USA (não deixe de ver a maior prancha de surfe do mundo que está em exibição). Antepassados do surfe, George Freeth e Duke Kahanamoku, ambos surfaram aqui no começo do século 20, e o U.S Surfing Championship – agora Vans U.S Open of Surfing – foi realizado pela primeira vez aqui, na década de 1950.

Se você prefere correr a encarar as ondas, você ainda pode viver o espírito surfista da cidade participando da Maratona Surf City USA (que também inclui uma meia maratona, ou opção de 5km), realizada, todos os anos, no primeiro domingo de fevereiro. Os finalistas recebem uma medalha em formato de prancha depois de correr na beira da praia pela cidade.

O surfe certamente dá o tom em Huntington Beach; mesmo que você nunca tenha tocado numa prancha, é possível comprar uma nas principais lojas de surfe e ainda ver alguns habitantes pegando ondas ao lado do marco histórico, o píer de Huntington

Do píer, uma pequena caminhada te leva as lojas de surfe e restaurantes da Main Street, muitos deles com mesas na calçada ou decks que permitem comer aproveitando a brisa do mar. O mais novo shopping ao ar livre de Huntington, Pacific City, é onde você encontrará uma comida artesanal muito especial e boutiques cheias de estilo – tudo isso com vista para o mar.

Você pode experimentar a cidade do surfe com estadias em um dos luxuosos resorts da praia – como o Hyatt Regency Huntington Beach (conhecido por seu playground na piscina, que faz sucesso com as crianças), Waterfront Beach Resort, e Paséa Hotel & Spa, aberto em 2016. Conheça o bar do Paséa para um coquetel ao pôr do sol. Ou descubra o lado mais natural da cidade com uma cavalgada pelo Huntington Central Park, ou caminhando e observando os pássaros na Reserva Ecológica Bolsa Chica, uma área restaurada e um dos principais habitats naturais do sul da Califórnia.

Beach in Santa Cruz, California
Surfing Sculpture em Santa Cruz

Cultura do Surfe em Santa Cruz

Picos de surfe na Califórnia vca_maps_sfbayarea
Cultura do Surfe em Santa Cruz
Irado, cara! Explore a tradição, as ciladas e a história do esporte que é a cara do mar

Poucos conseguem resistir à energia divertida, ensolarada e de amor à vida da cultura do surfe em Santa Cruz. Reza a lenda que três príncipes havaianos trouxeram o esporte para cá, em 1885, sendo que lendários surfistas havaianos, como Duke Kahanamoku, seguiram os passos deles. Os habitantes logo pegaram ondas fáceis e regulares em Cowell e as arrebentações de direita em Steamer Lane e Pleasure Point. Desde então, eles estão mandando bem sobre as ondas.  

Graças ao traje de mergulho — invenção da lenda local Jack O’Neill, em 1950, para combater as notórias águas geladas do Pacífico —, surfistas novatos e experientes podem ficar mais tempo esperando pela onda perfeita. Se quiser praticar o esporte, a Cowell Beach apresenta quebras de ondas mais fáceis, perto de Santa Cruz Wharf; as arrebentações em Capitola também são mais propícias aos novatos. A Club Ed Surf School oferece aulas para todas as habilidades (para crianças também); o equipamento inclui traje de banho e pranchas grandes e fáceis de se equilibrar. 

Para saber mais sobre a cena de surfe local e suas lendas, visite o Santa Cruz Surfing Museum, abrigado de modo singular em um antigo farol ao longo da West Cliff Drive. A partir do quebra-mar, veja os melhores surfistas domando a arrebentação na Steamer Lane. Para relaxar do mesmo modo que uma lenda, visite Jack O’Neill Lounge no Santa Cruz Dream Inn. Cercado por memorabilia de surfe e com uma incrível vista da Baía de Monterey, experimente um coquetel exclusivo ou peça um Ketel One Martini, a bebida pós-surf predileta de Jack. Em outubro, o O'Neill Coldwater Classic atrai muitos dos melhores surfistas do mundo.

A Surfer in Newport Beach, California
Imagens David Marano/Getty

Cena de surfe em Newport Beach

Cena de surfe em Newport Beach
Faça uma visita à épica meca do bodysurfing ao longo da costa do Orange County

Em 1971, um artigo da Sports Illustrated sobre bodysurfing (pegar jacaré) não somente chamou o sul da Califórnia de “o berço do esporte,” como também proclamou Wedge, em Newport Beach, como “o incontestável, o completo, mais do que justo …rei dos locais para bodysurfing.”

Décadas mais tarde, essa avaliação ainda se sustenta. Wedge — pico onde ondas de 60 metros frequentemente arrebentam contra o píer que marca a entrada da Newport Harbor — é, sem dúvida, o principal ponto de bodysurfing do país. A melhor parte, entretanto, é que você não tem que enfrentar as ondas para desfrutar dele. Na verdade, considerando a dificuldade que Wedge pode oferecer (especialmente depois das chuvas de outono ou de inverno), é melhor você se juntar aos moradores locais, que vêm aos milhares para descansar na praia e apenas observar quando o surfe está rolando. .

Na maior parte do ano, Wedge é até mesmo considerado muito difícil para a maioria dos surfistas tradicionais. Felizmente, qualquer surfista (ou bodysurfer) tem muitas outras opções ao longo dos mais de 12 km de costa de Newport Beach. Apesar de sua qualidade mundial, você não encontrará aquela postura ruim do surfista profissional ou o territorialismo que privilegia os locais ao longo das praias da cidade de Orange County — em vez disso, você vai se deparar com um clima tranquilo e acolhedor.

Com ondas que raramente ultrapassam a altura do joelho, Little Corona, em Newport Beach, é excelente para surfistas inexperientes — mas elas são muito legais mesmo quando rola de você pegar a onda certa.

Veja Little Corona, por exemplo , que fica ao sul da entrada da baía . Com ondas baixas que raramente ultrapassam a altura do joelho, essa é uma excelente praia para Barneys (surfistas inexperientes) — mas elas são legais mesmo quando rola de você pegar a onda certa.

Se essa não for a sua primeira experiência, talvez queira tentar Blackies, logo ao norte do Newport Pier. Durante o inverno, as oscilações a noroeste podem produzir ondas perfeitas de tamanho médio, que desafiam os surfistas de todas as habilidades. No inverno é um pouco mais calmo, atraindo wahines (mulheres) com seus filhos, bem como gray bellies (surfistas mais velhos) que preferem pranchas longas às curtas. Bônus: Se o surfe não estiver legal, junte-se aos moradores locais que se sentam na mureta de concreto que separa a praia do estacionamento e saboreie um café enquanto aprecia a manhã.

Mais ao norte, a praia entre as ruas 52 e 56, conhecida há tempos como Echo Beach, atrai surfistas profissionais como Andrew Doheny, que cresceu surfando na rua 54 e é considerado um dos melhores do mundo. Na verdade, Echo Beach — um documentário de 2009 sobre a cultura do surfe dos anos de 1980 em Newport Beach — pode frequentemente ser visto sendo exibido em sequência nos pontos de encontro de surfistas, como o TK Burgers (como no “The Kind”), do outro lado do Newport Pier; você pode assisti-lo enquanto saboreia um tradicional hambúrguer grelhado SoCal, ou talvez um sanduíche de filé de costela ou de filé de atum. .

E se precisar primeiro aprender a surfar? Faça aulas em locais como a Endless Sun Surf School, Newport Beach Surfing Lessons ou Newport Surf Camp. E, certamente, você precisará de algum equipamento. Alguns quarteirões ao norte do píer, visite a The Frog House, a loja de surfe por excelência de Newport. The Frog existe desde o começo dos anos 60: É abarrotada com pranchas de surfe usadas, body boards, roupas de mergulho , DVDs sobre surfe, bem como skates e outras parafernálias para surfistas — então mesmo que você não seja um profissional, poderá se parecer um pouco mais com um deles.

David Lansing