Error message

Lingotek profile ID 4 not found.
Highway One abraca a costa central da Califórnia
Mother Image/Offset

Paradas Obrigatórias pela Highway 1

A Highway 1, que abraça a costa da Califórnia, é o sonho das viagens de carro. . A estrada icônica - que se estende por mais de 1.200 km de Dana Point ao norte até Leggett - oferece vistas infinitas sobre o Pacífico, com muitas sequoias e avistamentos de vida selvagem ao longo do caminho. O trecho mais conhecido (e fotografado) corre ao longo da costa central da Califórnia, de Santa Barbara a Monterey, passando pela costa intocada de Big Sur.

Independentemente de onde você começa e termina sua jornada pela Highway 1, certifique-se de parar nesses pontos imperdíveis ao longo do caminho, listados em ordem do sul ao norte e mantendo as vistas panorâmicas do oceano à sua direita.

 

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 VCW_D_CC_T1_CTTC10031816193286-1280x642
Santa Barbara Mission

Missão em Santa Barbara

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Missão em Santa Barbara
Jardins encantadores, arte e arquitetura

Criada pelos franciscanos espanhóis em 1786 e apelidada de Queen of Missions (Rainha das Missões), a Old Mission Santa Barbara repousa sobre a cidade, com um terreno gramado na sua frente, que praticamente grita "piquenique". Não é surpreendente que os pintores de paisagem ao ar livre armem seus cavaletes aqui, capturando as elegantes torres da missão. Reserve um tempo para passear pelos agradáveis jardins, que incluem uma coleção de plantas importantes para os nativos Chumash, e visite o histórico cemitério. Mas faça tudo isso em silêncio, pois ainda é uma missão ativa, com monges franciscanos na residência.

Se quiser saber mais sobre a missão, faça um passeio guiado para aprender sobre a arte e a arquitetura do lugar. Em outro passeio, você pode visitar o Huerta Historic Garden, que contém plantas que imitam as da Era das Missões (1769-1834). As plantas foram colhidas entre aquelas encontradas em outros locais de missão e, então, foram clonadas, enxertadas ou plantadas de mudas e sementes.

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 VC_PismoBeach_ST_RF_579831770_1280x640
Harri Jarvelainen/Getty Images

Pismo Beach

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Pismo Beach
Vinhos e ondas se encontram na pitoresca cidade de Pismo Beach, na Costa Central

Esteja você vindo do Norte ou do Sul na Highway 101, o momento em que chegar a Pismo Beach será inesquecível. As colinas costeiras se abrem para revelar águas cor de turquesa brilhante e a longa faixa litorânea de San Luis Obispo County são vislumbres dessa cidade de praia vintage que abraça a costa. Faça seu caminho em direção às areias, passando por ruas com casas de praia e lojas de surfe.

Não perca o histórico Pismo Beach Píer com seus 365 metros. Construído em 1928, o píer é o que há de mais próximo a uma praça. Faça uma caminhada para observar os surfistas nas ondas ou tente pescar (não é preciso licença). Do píer, passeie pelo calçadão da praia ou pela areia nesta que é uma das praias mais tranquilas para caminhadas da Califórnia graças ao seu terreno plano.

As extensões largas e planas de Pismo Beach fazem desta uma das praias mais tranquilas de toda a Califórnia.

 

O cenário incrível em Pismo Beach traz também muitas formas de se conectar a natureza. Percorra a cavalo as dunas ao sul da cidade em tours guiados com a Pacific Dunes Riding Ranch. Os passeios com a Central Coast Kayaks levam os remadores a cavernas marítimas espetaculares, escondidas no litoral escarpado ao norte da cidade. Ou, alugue um buggy para andar sobre as dunas com a Oceano Dunes State Vehicular Recreation Area. Enquanto isso, você pode encontrar baleias de 35 toneladas, ou, entre o fim de outubro e fevereiro, fique fascinado com criaturas minúsculas que pesam menos de uma grama, quando milhares de borboletas monarca chegam na Pismo Beach Monarch Butterfly Grove,.

Uma icônica cidade de praia merece comida de praia tradicional e em Pismo você encontra todos os seus favoritos. Tome um pouco da saborosa e premiada sopa do Splash Café. Ou dê uma mordida nos hambúrgueres de Angus no Wooly’s Beach Bar & Grill, onde o deck tem vista privilegiada para a areia.

Como uma porta de entrada para as regiões vinícolas de Edna Valley e Arroyo Grande Valley, a culinária de Pismo Beach também tem seu lado sofisticado. Descubra uma espetacular seleção de vinhos locais sem sair da cidade no Tastes of the Valleys, que honra uma posição entre os 20 melhores bares de vinho da América, segundo a Wine Enthusiast Magazine. Combine vista para o oceano com frutos do mar frescos no Oyster Loft  ou entradas com inspiração latina no Ventana Grill, os dois lugares com os melhores pores do sol na cidade.

Falando em pôr do sol, fique em um dos resorts a beira mar de Pismo Beach e você nem terá que sair do quarto para assistir o céu ganhar brilho sobre o Pacífico. No pet-friendly SeaCrest Oceanfront Hotel, abra a porta da varanda do seu arejado e contemporâneo quarto e durma ao som das ondas. Ou cuide-se no Dolphin Bay Resort & Spa, onde os mimos incluem massagem com pedras quentes e o menu degustação de cinco pratos no restaurante Lido

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 SLOCounty_Wildlife_1280x642

Contemple a vida selvagem em San Luis Obispo County

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Contemple a vida selvagem em San Luis Obispo County
Veja criaturas terrestres e marítimas de todos os tamanhos

De dançantes borboletas-monarca, leves como uma pena, a elefantes-marinhos que inclinam a balança com seus mais de 2.268 kg, San Luis Obispo County apresenta uma incrível variedade de vida selvagem. E maneiras de vê-la.

Para começar, vá até o rochoso litoral conhecido como Piedras Blancas, ao longo da Highway 1, cerca de 11 quilômetros ao norte de San Simeon. Aqui, aproximadamente 17 mil elefantes-marinhos, antes caçados até quase a extinção, se reúnem nas areias rochosas para procriar, ter seus filhotes, fazer a muda e descansar. Das áreas de observação sobre a areia, veja enormes elefantes-marinhos machos, grandes como minivans, batalhando por território, enquanto as fêmeas, menores e mais silenciosas, nutrem seus roliços filhotes. Normalmente, há monitores experientes no local.

Do final de outubro até fevereiro, visite os notáveis bosques das borboletas-monarca, em Pismo State Beach, para ver essas belezas em laranja e preto, conforme elas se reúnem em grande número durante o inverno. Recentemente, a média da população tem sido de 25 mil borboletas, porém mais de 100 mil monarcas já se reuniram durante os picos da estação.

Em Morro Bay, ouça o barulho produzido pelas lontras marinhas que usam pequenas pedras como ferramentas para abrir moluscos. Busque no céu e na água espécies de garças (há um vívido bando no litoral, próximo ao museu de história natural do Parque Estadual Morro Bay), bem como um grande número de aves aquáticas migratórias e falcões peregrinos (alguns sempre aninham no Morro Rock).

Junte-se a um passeio de caiaque para remar até o outro lado da baía com um guia experiente. Veja o cormorão mergulhando e a foca-comum relaxando, aprecice também as lontras marinhas e aprenda mais sobre a ostreicultura local. Reme até o outro lado da baía para subir em uma das dunas altas, um ótimo lugar para observar a migração das baleias azul, cinza e jubarte.

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 VCW_D_HearstCastle_Hero_CC_HearstCastle_KG_1280x642_1
Kodiak Greenwood

Destaque: Castelo Hearst

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Vista panorâmica, design luxuoso

As mansões são frequentes na Califórnia, com estrelas de cinema e construtoras de alta tecnologia erguendo palácios e acrescentando alas, piscinas...

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vc_cambria_moonstonebeach_st_rf_185083907_1280x640
E+/Getty Images

Cambria

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Cambria
Esse vilarejo próximo ao Castelo Hearst tem seu próprio esplendor

A charmosa Cambria é um vilarejo a beira mar – não uma cidade de praia. Muitas pessoas conhecem o lugar como a porta de entrada para o Castelo Hearst, a apenas 17 quilômetros daqui. Mas mesmo sem este vizinho famoso, a vibe criativa de Cambria e o cenário – lindas florestas de pinheiros e espaço aberto ao longo de um trecho escarpado da costa da Califórnia – tornam o destino irresistível.

Para uma comunidade tão pequena (apenas 6 mil residentes), Cambria tem muito a oferecer. Na parte interna da Highway 1, a área comercial de Cambria é dividida em duas seções distintas ao longo da Main Street. Com alguns prédios que datam do século 19, a East Village é a parte mais tradicional da cidade.

No antigo edifício do Bank of Cambria, a Vault Gallery exibe a arte da pintura ao ar livre, assim como trabalhos contemporâneos. Algumas pessoas vão a Cambria apenas por uma fatia de torta de amora-selvagem do Linn’s Restaurant, já a cozinha eclética e o cenário histórico fizeram do Robin’s Restaurant um marco da gastronomia da Costa Central por mais de 30 anos. A alguns quarteirões de distância, o menu sazonal do Black Cat Bistro e seu ambiente íntimo são um dos favoritos de casais em busca de uma noite romântica.

Próximo dali, na West Village, o Madeline’s Restaurant & Wine Tasting Room oferece os melhores vinhos da Costa Central durante o dia e, à noite, alguns dos favoritos dos clientes como pernil de cordeiro e peito de pato empanado. Você também pode passear por muitas galerias nessa região, incluindo a Ephraim Pottery, com peças de Kevin Hicks e de mobília feitas à mão.

Atravessando a Highway 1, a Moonstone Beach tem muitos hotéis com vista para o mar. Atravesse a rua e você caminhe por um calçadão de cerca de 2,4 km com uma bela vista por todo o caminho. Para jantar, vá ao Sea Chest, mas prepare-se para uma longa fila (não é possível fazer reservas), que graças a um excelente bar de ostras e ao popular bife de lula valerá a pena. Próximo dali, no Fiscalini Ranch Preserve, com 176 hectares, uma extensa rede de trilhas segue o litoral e sobe a 121 metros acima do oceano.

Limekiln Falls at Limekiln State Park
Danita Delimont/Getty Images

Parque Estadual Limekiln

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Parque Estadual Limekiln
Visite fornos históricos e caminhe até a praia

Faça uma parada na Highway 1 para visitar o Parque Estadual Limekiln e descubra um pedaço da história do século 19 enquanto caminha por trilhas entre sequoias. Nesse parque do Big Sur, acampar, nadar (no Limekiln Creek ou na praia) e observar a vida marinha são atrações imperdíveis, mas, sem dúvida, os fornos históricos são a assinatura do parque.

O Parque Estadual Limekiln já foi uma estação para extração de calcário, com caminhadas curtas você pode descobrir não só as ruínas deste período como visitar as praias e cachoeiras pela área.

No fim dos anos 1880, o calcário era extraído de uma encosta próxima e então minerado nos fornos. O calor intenso extraía calcário puro, ingrediente fundamental para cimento de construção que era usado em edifícios em San Francisco e Monterey.

Depois que todas as reservas foram usadas, os fornos foram abandonados. Lentamente, a floresta se recuperou e a segunda geração de sequoias crescidas neste parque oferece hoje sombras agradáveis para escapar do sol. Em meio a esse cenário natural, os quatro fornos de ferro e pedra seguem imponentes, como monumentos de uma civilização antiga. É um contraste dramático que provavelmente despertará até a imaginação do visitante mais experiente.

Arme uma barraca – carros e trailers não são permitidos – em um dos 29 acampamentos localizados no parque, na beira da praia e na floresta. Você pode reservar seu espaço com até seis meses de antecedência.

Nepenthe Restaurant Big Sur
Thomas H. Story/Sunset Publishing

Nepenthe

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Nepenthe
Jante e relaxe com uma vista de beleza mundialmente reconhecida

Com uma visão do Big Sur comparável apenas se você fosse uma gaivota, este restaurante localizado no alto do penhasco figura merecidamente na lista de prioridades de qualquer pessoa. No Nepenthe, localizado na Highway 1 entre Pfeiffer Ponte Canyon e Castro Canyon, as vistas se prologam pela costa e as montanhas de Santa Lucia mergulham majestosamente camufladas pela nevoa até profundo azul do Pacífico. Moradores e visitantes da região também se reúnem aqui, atraídos pela atmosfera ultra-descontraída, criada por Lolly e Bill Fassett em 1949 (talvez não por acaso, o restaurante ainda pertence e é administrado pela mesma família ate hoje).

No jantar, experimente o famoso Ambrosia Burger, ou o frango assado com recheio de sálvia - o prato exclusivo de Lolly - ou uma variedade de pratos vegetarianos. E, claro, aprecie a paisagem abrangente. Aproveite o visual sentado em um dos bancos do pátio ou entre no prédio principal, projetado por um discípulo de Frank Lloyd Wright em referência ao estilo do mestre arquiteto, que procurava fazer uma estrutura se fundir ao ambiente.

A geração beat e hippie de Big Sur também segue viva em Nepenthe. Passe um tempo no charmoso bar ou na parte externa, perto da fogueira, e fique com os ouvidos atentos para nomes como Kerouac e Miller e histórias que começam com "eu me lembro de quando...". Você pode acabar levando um pouco do estilo de Big Sur para casa. A loja de presentes Phoenix at Nepenthe - fica logo abaixo do Nepenthe e em cima de outro estabelecimento que merece uma visita, Café Kevah - tem joias artesanais, cerâmicas e até instrumentos para uma perfeita roda de percussão.

View of Bixby Bridge, Big Sur, California
Alex Farnum

Bixby Bridge

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Bixby Bridge
Atravesse uma das pontes mais admiradas do país

Bem-vindo à versão da Ponte Golden Gate no Big Sur — e provavelmente a atração mais presente no Instagram de todo o litoral dessa região. Merecidamente. Pare em inúmeras áreas de estacionamento de emergência para conferir vistas incríveis, particularmente na extremidade sul da ponte, ao pôr do sol.

Concluída em 1932 a um custo de pouco mais de 200 mil dólares, essa extensão de concreto, uma das pontes mais altas do seu tipo no mundo, chega a 79 metros de altura, na parte inferior de um vale íngreme pelo qual passa o Bixby Creek. Com apenas um olhar para os penhascos íngremes e fragmentados do vale, fica claro que construir a ponte não deve ter sido nada fácil. Primeiramente, foi necessário construir uma estrutura de madeira maciça, com materiais trazidos em caminhão por uma estrada estreita de mão única, cheia de voltas. A impressionante quantidade de 45 mil sacos individuais de cimento teve de ser puxada para cima da estrutura — e isto antes que máquinas pesadas pudessem ajudar no levantamento. Cada saco foi transportado por um sistema de plataformas e ganchos suspensos por cabos a 91 metros de altura sobre o riacho. Ironicamente, a extensão da ponte foi concluída antes da estrada, e a rota que liga Carmel a San Luis Obispo somente seria aberta cinco anos mais tarde.

Atualmente (como sempre) a ponte é uma das atrações favoritas dos fotógrafos, desde os profissionais até os amadores procurando pela selfie perfeita. Não deixe de aproveitar um dos muitos mirantes, que são o segredo para conseguir uma ampla visão da paisagem e deixar sua foto ainda melhor.

 

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 VCW_D_Bigsur_T2_CC_BigSurBeach_Miller-1280x642
Alexa Miller

Parque Estadual Julia Pfeiffer Burns

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Parque Estadual Julia Pfeiffer Burns
Veja uma cachoeira que deságua na praia

Quer uma curta caminhada com uma recompensa enorme? A ida e volta de 1 km ao Parque Estadual Julia Pfeiffer Burns pode ser a melhor caminhada de pouco esforço e muito retorno do planeta. O passeio quase plano termina com um mirante à beira-mar, com vistas impecáveis ​​de McWay Falls, local favorito da pioneira Julia Pfeiffer Burns, que nomeia o parque, em Big Sur. E digamos que Julia tinha bom gosto. A água cai a cerca de 24 metros do topo de um penhasco de granito para uma enseada areia abaixo (nem mesmo as pegadas na areia estragam a perfeição, já que esta praia é fechada ao público).

Se você estiver disposto, faça também a Partington Cove Trail, trilha com 1,6 quilômetros, ida e volta. A caminhada íngreme, porém, curta, leva, sobre uma ponte de madeira, até um túnel de 18 metros. Atravesse-o e encontre uma praia rochosa. Algumas trilhas do parque estão fechadas devido à erosão – cheque o website para informações atualizadas antes de viajar.

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vc_carmelbythesea_carmel_supplied_option1
Visit Carmel

Carmel-by-the-Sea

Paradas Obrigatórias pela Highway 1 vca_maps_centralcoast
Carmel-by-the-Sea
Casas de campo encantadoras se misturam a um litoral deslumbrante neste retiro de paisagens artísticas e de luxo

Se fosse só a praia, já seria suficiente. Uma praia adorável, uma faixa de areia pálida que encontra o Pacífico azul turquesa, rodeada por ciprestes de Monterey com suas folhagens achatadas pelos ventos costeiros. Mas Carmel Beach não é a única estrela dessa pequena cidade. Pelo contrário, são muitos os encantos que fazem Carmel-by-the-sea ser um destino imperdível.

Oficialmente incorporada em 1916, Carmel há muito tempo exerce uma atração magnética sobre artistas e autores. Atualmente, Carmel abriga cerca de 100 galerias de arte e alguns dos mais novos residentes incluem os escritores Mary Austin, Sinclair Lewis e Jack London. O poeta Robinson Jeffers, que chegou aqui com sua esposa em 1914, chamou a cidade de “nosso lugar inevitável” e construiu sua casa de pedra Tor House com vista para o oceano, agora aberta nos fins de semana para tours.

A tradição de nomear casas perdura em Carmel, onde cabanas de jardim que parecem arrancadas de algum conto dos irmãos Grimm estão ao lado de propriedades mediterrâneas e fazendas modernas. O construtor Hugh Comstock deu início à estética dos contos de fadas na década de 1920, e 21 de seus originais permanecem, incluindo o Tuck Box, um café que é especializado em chá da tarde.

Para aqueles em busca preços mais justos, há o Cultura Comida y Bebida, onde pratos de Oaxaca, como porco defumado e chapulines (gafanhotos torrados temperados com limão e sal) ficam ainda melhores se combinados com um dos 39 mezcals. No La Bicyclette, a vibe é de bistro francês, enquanto ocasiões especiais merecem o Aubergine e seu menu de degustação no interior do resort L'Auberge Carmel.

Além dos restaurantes, Carmel é repleta de salas de degustação de vinhos e boutiques. Experimente um Pinot Noir da Região Vinícola da Costa Central ou procure por canetas elegantes na Bittner, uma loja dedicada a arte de escrever.

 

Mas é o ambiente bruto que melhor define esse trecho da Califórnia, e isso significa que é preciso se aventurar. Dirija pela 17-Mile Drive de carro ou bicicleta, parando para contemplar o Cipreste Solitário que se mantém preso a um pedaço de rocha por séculos. Jogue uma partida de golfe em Pebble Beach, o campo de golfe número 1 do país, agende uma aula de surfe, ou vá a Reserva Estadual de Point Lobos, onde mergulhadores e navegadores de caiaque dividem a água com focas e lontras. Quando o dia estiver no fim, relaxe na areia para admirar o pôr do sol sobre o Pacífico com sua companhia canina (Carmel Beach é pet-friendly!) e tente entender porque você não mora aqui ainda!

Oficialmente incorporada em 1916, Carmel há muito tempo exerce uma atração magnética sobre artistas e autores. Atualmente, Carmel abriga cerca de 100 galerias de arte e alguns dos mais novos residentes incluem os escritores Mary Austin, Sinclair Lewis e Jack London. O poeta Robinson Jeffers, que chegou aqui com sua esposa em 1914, chamou a cidade de “nosso lugar inevitável” e construiu sua casa de pedra Tor House com vista para o oceano, agora aberta nos fins de semana para tours.

A tradição de nomear casas perdura em Carmel, onde cabanas de jardim que parecem arrancadas de algum conto dos irmãos Grimm estão ao lado de propriedades mediterrâneas e fazendas modernas. O construtor Hugh Comstock deu início à estética dos contos de fadas na década de 1920, e 21 de seus originais permanecem, incluindo o Tuck Box, um café que é especializado em chá da tarde.

Para aqueles em busca preços mais justos, há o Cultura Comida y Bebida, onde pratos de Oaxaca, como porco defumado e chapulines (gafanhotos torrados temperados com limão e sal) ficam ainda melhores se combinados com um dos 39 mezcals. No La Bicyclette, a vibe é de bistro francês, enquanto ocasiões especiais merecem o Aubergine e seu menu de degustação no interior do resort L'Auberge Carmel.

Além dos restaurantes, Carmel é repleta de salas de degustação de vinhos e boutiques. Experimente um Pinot Noir da Região Vinícola da Costa Central ou procure por canetas elegantes na Bittner, uma loja dedicada a arte de escrever.

Mas é o ambiente bruto que melhor define esse trecho da Califórnia, e isso significa que é preciso se aventurar. Dirija pela 17-Mile Drive de carro ou bicicleta, parando para contemplar o Cipreste Solitário que se mantém preso a um pedaço de rocha por séculos. Jogue uma partida de golfe em Pebble Beach, o campo de golfe número 1 do país, agende uma aula de surfe, ou vá a Reserva Estadual de Point Lobos, onde mergulhadores e navegadores de caiaque dividem a água com focas e lontras. Quando o dia estiver no fim, relaxe na areia para admirar o pôr do sol sobre o Pacífico com sua companhia canina (Carmel Beach é pet-friendly!) e tente entender porque você não mora aqui ainda!