Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes MtShasta_paraflyer_1280x642
paraflyer/Flickr

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes

Do pico coberto de neve do Mount Shasta (no extremo norte do estado) à Amboy Crater (cratera no Deserto de Mojave), os sinais do passado — e do presente — vulcânico da Califórnia pontuam a paisagem. Explore essas características geológicas notáveis e entenda como elas ajudaram a moldar o estado: desça por um tubo de lava, escale até a borda de uma cratera, veja um gêiser jorrar ou mergulhe em uma fonte naturalmente quente.

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes VCW_D_SC_T6_Mt Shasta_Kodiak__35a2159_1280x642
Kodiak Greenwood

Mount Shasta

1
Mount Shasta
Vivencie campos de flores silvestres e de neve, além de uma vibe new age

Subindo até 4.322 metros de altura, este magnífico vulcão risca o céu azul-turquesa, um verdadeiro totem visto de quase qualquer lugar na região norte do estado. E, enquanto algumas montanhas se elevam gradualmente, esta sobe a partir das planícies ao redor com tamanha imponência, em...

Próxima Parada
Parques Nacionais e Estaduais em Redwood (367km; 4h18min)
Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes VCW_D_MammothLakes_T4_HS_MammothHotSprings_KG_1280x642
Kodiak Greenwood

Águas Termais Naturais em Mammoth

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes vca_maps_highsierra
Águas Termais Naturais em Mammoth
Onde mergulhar em spas naturais

Com sua majestosa montanha e sua serenidade alpina, é difícil imaginar que Mammoth Lakes esteja situada à beira de uma antiga cratera vulcânica. Aqui, por volta de 760.000 anos atrás, um enorme vulcão explodiu, deixando para trás a bacia relativamente plana que agora é o berço de Mammoth Lakes. Um subproduto maravilhoso desse passado de fogo é a rede de águas termais naturais da região. Muitas dessas borbulhantes banheiras de água quente, algumas abertas para o mergulho de modo seguro, estão concentradas entre Bridgeport e Mammoth Lakes, mas encontrá-las requer uma espécie de caça ao tesouro. Peça indicações no Mammoth Lakes Welcome Center, a oeste da U.S. 395, na Main Street nº 2510. E independentemente de onde mergulhar, tenha cuidado, pois as superfícies podem ser escorregadias, e se a água estiver desconfortavelmente quente, volte outro dia.

Pergunte sobre a Travertine Hot Springs, lugar mais procurado para mergulho, localizado cerca de uma hora de carro ao norte. Peça também detalhes sobre Buckeye Hot Springs, situado no fundo de uma escavação. Cerca de 2.200 litros de água brotam do solo a cada minuto em Keough Hot Springs, distante cerca de uma hora de carro ao sul, perto de Bishop. Em Mammoth Lakes, há a Whitmore Pool e Rock Tub (no final de uma estrada de terra sem sinalização). A piscina aquecida naturalmente inclui seis raias de natação. O Hot Creek Geologic Site, no sul do Mono County, não é para dar um mergulho, mas os visitantes podem maravilhar-se com as fontes, gêiseres e fumarolas (saídas de gás). 

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes VCW_D_HS_T5_Mono Lake_VCL_HS_Mono_Kayakers_KG
Kodiak Greenwood

Reserva Natural Estadual Mono Lake Tufa

Reserva Natural Estadual Mono Lake Tufa
Visite formações excêntricas, montanhas de cinzas e um lago muito salgado

Há poucos lugares na Califórnia, e provavelmente no planeta, que possam fazer você pensar que está em Marte. Este é um deles. Nesta reserva no alto deserto, ao sul da High Sierra, torres de rocha calcária arranham as margens de um lago de 1 milhão de anos, formado por resquícios de água salgada de um antigo mar interior. Mais de 1 milhão de aves se alimentam e sobrevoam sua superfície: um incrível espetáculo de vida neste cenário aparentemente desolado.

Busque mais informações no excelente centro de visitantes, localizado na saída U.S 395, ao norte de Lee Vining e de Tioga Pass (a única rota para Yosemite saindo deste lado das montanhas). Dentro do centro, exposições ilustram a história humana e natural de Mono Basin, incluindo os enormes riscos ambientais causados pelos desvios de água que quase acabaram com o lago (grandes iniciativas empreendidas pelo Mono Lake Committee, entre eles uma loja de souvenires em Lee Vining, salvaram o lago). Deques oferecem visão ampla de um cenário incrível: os picos de Sierra a oeste, o deserto pontilhado de arbustos espinhosos a leste e as imagens do lago e de suas minúsculas Wizard Island, um importante local de reprodução para gaivotas e outros pássaros marinhos do oeste. Caminhadas para ver as aves são oferecidas às 8h, de sexta a domingo, da metade de maio até o Dia do Trabalho. O centro de visitantes permanece fechado de dezembro a março.

Trilhas circundam a área. Você pode explorar o recuperado habitat ribeirinho Lee Vining Creek e os montes de cinzas da região, cobertos de pedras vulcânicas e de pedras-pomes, ou caminhar pela área sul das rochas calcárias (South Tufa Area), com o cenário formado por torres e saliências de carbonato de cálcio à beira do lago, resultantes da interação entre nascentes de água doce com o lago ultra-alcalino, que é duas vezes mais salgado que o oceano. Ambientalistas conduzem passeios pelas rochas calcárias três vezes ao dia, do fim de junho até o Dia do Trabalho. Passeios guiados a remo também são oferecidos pela Caldera Kayaks.

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes VCW_SI_T5_GroverHotSprings_JeffMosers_1280x642
Jeff Mosers/Flickr

Parque Estadual Grover Hot Springs

Parque Estadual Grover Hot Springs
Mergulhe em piscinas minerais aquecidas naturalmente

Aninhadas em um canto de High Sierra, cerca de uma hora de viagem a sudeste do Lake Tahoe, fontes minerais brotam da terra, uma evidência das forças geológicas e geotérmicas que moldaram esta paisagem. Este parque estadual, imediatamente a oeste da tranquila cidade de Markleeville nas montanhas, pode ou não ter sido descoberto em 1844 por John C. Fremont, o explorador que levou o crédito de ter visto pela primeira vez o Lake Tahoe. Os historiadores ainda não chegaram a um consenso. Mas ninguém discorda que, desde a década de 1850, as pessoas vão "se curar" nestas águas restauradoras.

As piscinas do parque são alimentadas por seis diferentes fontes, que contêm pequenas quantidades de enxofre. Isso quer dizer que você não perceberá o forte cheiro de "ovo podre" de muitas piscinas de água quente. A água emerge do subsolo a escaldantes 64°C, mas é resfriada antes de ser levada para as duas piscinas de concreto do parque, uma para imersão em seguros 39°C e a outra em uma temperatura agradável para nadar e mergulhar.

Na maior parte do ano, as piscinas estão abertas — o horário pode variar durante o período fora da estação/inverno, entre setembro e maio, então ligue com antecedência (530/694-2249). O parque estadual também tem um acampamento de 76 lugares e trilhas, tanto algumas fáceis para as crianças (não perca a caminhada até a cascata ao longo do Hot Springs Creek) quanto trilhas mais longas para as regiões alpinas ao redor. 

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes VCW_SI_T6_AmboyCrater_BureauofLandManagement_1280x642
Cortesia de Bureau of Land Management

Cratera Amboy

Cratera Amboy
Caminhe sobre restos vulcânicos de 6.000 anos de idade

Nomeada em 1973 Marco Natural Nacional e localizada imediatamente ao lado da histórica Rota 66, a Cratera Amboy é um exemplo de geologia criando geometria: é um cone de cinzas vulcânicas quase que perfeitamente simétrico. Esta elevação de 76 metros na paisagem da Reserva Nacional Mojave oferece vistas panorâmicas de alguns pontos notáveis, como o Bristol Dry Lake e as Marble Mountains.

Uma trilha sobe gentilmente ao redor da metade oeste do cone, indo até uma abertura onde a lava basáltica fluiu sobre uma área vasta, criando lagos de lava, tubos e sumidouros formados pelo derramamento de magma. Depois de chegar ao centro do cone, vá diretamente para a cratera do vulcão ou suba uma das trilhas íngremes até a borda. A vista desta beira (de 459 metros de largura) irá assombrá-lo enquanto você observa a vastidão do Deserto de Mojave — ao longe, os automóveis que circulam nas estradas parecem carrinhos de brinquedo em meio a essa paisagen épica.

Assim como em outros lugares do Mojave, você não vai querer andar aqui do final da primavera até o início do outono, quando as temperaturas normalmente passam de 37ºC. Então, programe sua visita para o inverno ou início da primavera, não apenas devido às temperaturas mais agradáveis, mas também devido ao surgimento de flores selvagens do deserto, que podem desabrochar ainda em fevereiro, dependendo das chuvas de inverno.

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes LavaBedsNatlMonument_CyrilFluck_1280x642
Cyril Fluck/Flickr

Monumento Nacional Lava Beds

Monumento Nacional Lava Beds
Desça às profundezas das misteriosas e históricas cavernas formadas por lava

Paisagem surreal, esculpida por terra derretida, o Monumento Nacional Lava Beds contém planícies vulcânicas pontuadas por cones de cinzas, crateras e mais de 700 cavernas. Essas estranhas formas surgiram quando começaram a esfriar as bordas externas da lava que escorria, formando câmaras. Quando a lava derretida parou de fluir, as câmaras endurecidos ficaram para trás.

Apesar de a cena poder parecer sem vida e desolada, veja com mais atenção. A terra arranhada e as rochas escuras e endurecidas por causa do fluxo de lava são salpicadas de artemísia, mogno da montanha e zimbro ocidental, criando um habitat para veados-mulas, antílopes americanos, coelhos e espécies de aves, incluindo a águia careca. Traga binóculos e veja o que você pode espiar, especialmente no início da manhã e logo ao anoitecer.

Você também precisa trazer uma boa lanterna de cabeça ou de mão (e uma jaqueta) para explorar as câmaras de lava. No verão, esta parte da Califórnia pode ficar bem escaldante, com temperaturas diárias de 37°C ou mais. Mas dentro dos câmaras é notavelmente fresco; você pode até mesmo encontrar gelo o ano todo. 

É possível explorar individualmente as câmaras (não é necessária nenhuma experiência prévia, e as crianças adoram a excitação de entrar nessas formações misteriosas). E ainda que você não vá percorrer muito o terreno, a trilha pode ser um exercício, já que você se abaixa, vira e até mesmo rasteja por espaços naturais muito apertados. É fácil ver como essas cavernas foram usadas como esconderijo durante a Guerra Modoc, entre 1872 e 1873, a única luta contra nativos americanos na Califórnia, na qual os índios enfrentaram as tropas do exército dos Estados Unidos em defesa de suas terras. 

Cerca de duas dúzias de câmaras estão abertas para exploração ao longo da estrada Cave Loop, perto do centro de visitantes. A maioria das cavernas do parque é classificada por grau de dificuldade, e exploradores iniciantes devem começar com a Hopkins Chocolate Cave (420 metros) ou a Blue Grotto Cave (470 metros). Para o desafio definitivo, considere entrar na notável Catacombs Cave, uma das cavernas mais longas e complexas do parque, com um comprimento total de 2.100 metros.

Vulcões, Gêiseres e Fontes Quentes FossilFalls_GreaterSouthwesternExplorationCo_1280x642
Photo by The Greater Southwestern Exploration Company/Flickr

Fossil Falls

Fossil Falls
Rio corrente, lava negra esculpida

A verdade é que o nome Fossil Falls é um tanto enganador. Afinal de contas, não há fósseis ou cataratas aqui. Mas uma caminhada por essas formações de lava polida de cerca de 58 km, a noroeste da cidade deserta de Ridgecrest, é um ponto alto em qualquer viagem pela Highway 395.

Este local notável foi formado pela interação de água corrente do rio Owens (que na época pré-histórica fluía com um fluxo muito maior) com lava que jorrou de vulcões próximos há vinte mil anos. O resultado é o abismo complexo surreal de lava preta esculpida brilhante. Uma curta trilha leva até as cataratas, que você pode observa do alto ou, para uma observação mais próxima, seguir uma trilha para descer cuidadosamente para as cataratas (segure as mãos das crianças, já que a caminhada pode ser complicada).

Dicas: Os céus noturnos neste local deserto elevado remoto são também espetaculares; confira o espetáculo celestial noturno a partir do acampamento de Fossil Falls com 11 vagas (água potável e banheiros no local), além de mesas de piquenique e fogueiras.