Steve Calderaro

Região Central da Califórnia

Destaque: Parques Nacionais Sequoia e Kings Canyon

27
July
Average (°C)
June - Aug
37°
High
13°
Low
Sept - Nov
33°
High
4°
Low
Dec - Feb
17°
High
2°
Low
Mar - May
28°
High
5°
Low

Famoso por suas sequoias gigantes, montanhas elevadas, cânions profundos e rios, este conjunto de parques oferece muitas atrações, mesmo sendo menos conhecido do que o Yosemite, que está localizado a apenas 120 km de distância. Dentro das fronteiras do parque Sequóia/Kings Canyon está o Mount Whitney, considerado o ponto mais alto dos Estados Unidos, com 4.417 metros de altitude, e o Kings River Canyon, um dos cânions mais profundos da América do Norte. Ainda assim, os parques — bem como o vizinho Sequoia National Monument — são mais conhecidos por suas sequoias gigantes. Graças à General Sherman, a maior de todas essas árvores, ficar encantado diante dessa floresta é a atividade mais popular aqui.

Alex Farnum

A ÁRVORE General Sherman Tree

A ÁRVORE General Sherman Tree
Veja a gigante entre os gigantes

Quantas vezes você consegue dizer "uau, é enorme"? Provavelmente não o bastante para expressar adequadamente sua reação ao ver este monstro dos monstros, a maior árvore viva do mundo. Outras árvores são mais altas ou mais largas, mas nenhuma tem o peso e a largura combinados deste colosso. A árvore General Sherman mede 31 metros de diâmetro, e sobe a 84 metros no céu azul de Sierra. E ainda está crescendo. A cada ano, ela cresce o suficiente para fazer outra árvore de 18 metros. Ainda não consegue imaginar o tamanho? Um galho da General Sherman é tão grande, quase 2 metros em diâmetro, que é mais largo que a maioria das árvores ao leste do Rio Mississippi. Considerando o tamanho gigantesco da sequoia, você pode pensar que é árvore mais antiga. Mas não é. Reconhecidamente com cerca de 2.200 anos (ninguém tem certeza), a General Sherman não é uma garotinha. Mas as sequoias gigantes são somente as segundas árvores vivas mais antigas: os antigos pinheiros bristlecone, encontrados nas Montanhas White, ao leste, são mais antigos.

A árvore General Sherman mede 31 metros de diâmetro, e sobe a 84 metros no céu azul de Sierra - e continua crescendo. 

Portanto, não é surpreendente que a General Sherman atraia uma multidão. Por isso, o parque oferece ônibus gratuitos no verão para dois pontos separados, um acima e outro abaixo desta árvore incrível. Muitos visitantes descem no ponto mais alto e descem a pé para o ponto mais baixo, passando pela General Sherman ao longo do caminho. É o suficiente para uma viagem rápida, mas há muito mais para ver. Fique ainda mais impressionado com as sequoias ao caminhar pela adjacente Congress Trail, um circuito de 3 quilômetros, que passa por dezenas de sequoias com diâmetros do tamanho da sua sala de estar. Os bosques House e Senate, mais dois grupos de sequoias perto do fim da trilha do circuito, são os mais impressionantes, mas outro destaque é a Árvore Washington, que foi por muito tempo considerada a segunda maior árvore do mundo. Costumava ser somente 20 pés menor do que a General Sherman, mas após um raio queimar seus pontos mais altos, no fim dos anos 1990, ela não está mais entre as 30 maiores. 

John Buie/Flickr

Grant Grove

Grant Grove
Uma boa base e a árvore de Natal do país

Muitos visitantes têm seu primeiro contato com os parques neste bosque singular. Se estiver chegando de Fresno por meio da Highway 180, a entrada nordeste do parque fica a apenas alguns quilômetros da ampla área de serviço ao visitante no Grant Grove, que inclui cabanas, alojamento, um restaurante, uma loja de presentes/mercearia, correios e várias áreas de camping. Quase tudo o que você precisa ou quer para sua visita ao parque está disponível aqui, incluindo mapas, guias e ainda o Centro de Visitantes de Kings Canyon, onde você pode conversar com os sempre prestativos guardas-florestais. Várias trilhas começam perto do Grant Grove, caso da curta caminhada para o Panoramic Point, que proporciona a visão de um labirinto de cânions e picos de Sierra (especialmente incríveis ao pôr do sol).

As trilhas mais movimentadas ficam próximas à General Grant Tree, também conhecida como "árvore de Natal nacional", assim apelidada pelo presidente Calvin Coolidge. Anualmente, desde 1926, o parque promove uma celebração Yuletide (período antes do Natal) em volta da base da General Grant. E há muito espaço para festejar: esta árvore enorme mede 33 metros em circunferência. Se for difícil visualizar esse número, imagine o seguinte: se a General Grant fosse transferida para o meio de uma via expressa, sua imensa circunferência bloquearia mais de três vias de tráfego. Uma trilha asfaltada de meio quilômetro está ao redor da árvore e leva às gigantes vizinhas, como a Fallen Monarch, uma sequoia oca e caída. Devido à sua circunferência imensa, ela já foi usada como estábulo para os animais da cavalaria americana.

David Prasad/ Flickr

Giant Forest

Giant Forest
O lema da sequoia gigante: cresça ou volte para casa

Giant Forest, assim chamada pelo famoso naturalista John Muir, em 1875, tem a mais impressionante coleção de sequoias gigantes dos Parques Nacionais Sequoia e Kings Canyon. Entre as 8.000 sequoias gigantes está a General Sherman, o maior organismo vivo do planeta em volume, e ainda abriga uma variedade de árvores menos famosas, mas igualmente extraordinárias. 

Para admirar totalmente a grandiosidade da floresta, caminhe por entre as árvores. Mas, primeiro, oriente-se no Giant Forest Museum, criado pelo mesmo arquiteto por trás do The Ahwahnee, hotel em Yosemite Valley. Daqui, passeie por trilhas suaves (adaptada para quem estiver em cadeira de rodas), incluindo as trilhas Big Trees e General Sherman Tree. Peça mais orientações para visitar Moro Rock e a adorável Crescent Meadow, onde você encontrará o Tharp's Log, residência de verão do fazendeiro Hale Tharp. Acreditava-se que ele fora o primeiro homem branco a entrar na Giant Forest. Tharp construiu sua casa dentro de uma tora oca e queimada de sequoia, onde morou por muitos verões. Na estrada para Crescent Meadow há outro cenário a ser fotografado: Tunnel Log, sequoia oca e caída por onde os carros podem passar.

 

Paulo Philippidis/Flickr

Crystal Cave

Crystal Cave
Um portal para a terra revela mármore polido e estalactites brilhantes

Atrás do portão da Crystal Cave, semelhante a uma teia de aranha, está o mundo subterrâneo e secreto do Parque Nacional Sequoia, uma paisagem deslumbrante em recursos de mineralogia. É uma das mais de 200 cavernas de mármore encontradas nos Parques Nacionais Sequoia e Kings Canyon. Os parques abrigam metade das cavernas da Califórnia, com mais de 1,6 quilômetro de comprimento, além da caverna mais longa do estado. Muitas das grutas têm acesso limitado para fins de pesquisa ou porque exigem experiência e equipamento. Mas não a Crystal Cave, que está aberta para passeios guiados da metade de maio até novembro — atenção: o tour não está adaptado para carrinhos de bebê ou cadeiras de rodas.

A Crystal Cave, inicialmente descoberta em 1918, dificilmente fica em segredo: centenas de pessoas a exploram todos os anos, em uma rota subterrânea que conta com trilhas pavimentadas e luzes elétricas alimentadas por energia solar. O passeio básico de 50 minutos é uma ótima escolha para pessoas levemente curiosas e famílias com crianças, mas não é bem classificado na escala de aventura. Para ter uma experiência mais emocionante, inscreva-se na noite de verão Explorer's Lantern Tour, quando as luzes são desligadas e os visitantes levam lanternas a vela. A maior emoção está no passeio que ocorre somente aos sábados, Adventure Tour, um caminho que exige engatinhar por 4 a 6 horas. Lanternas, joelheiras e almofadas de cotovelo são fornecidas, e os participantes devem se preparar para se sujar à medida que caminharem agachados, rastejarem e subirem em passagens fora da trilha. Somente em cavernas iguais a esta você pode experimentar a assustadora escuridão total, a ponto de não conseguir ver a própria mão à frente do rosto.

A caverna está localizada no fim de uma estrada sinuosa de 11 quilômetros da Generals Highway perto da Giant Forest. Para todos os passeios é necessário planejamento antecipado. Compre ingressos nos centros de visitante de Lodgepole ou Foothills (os ingressos não são vendidos na caverna). Dirigir até a caverna saindo dos dois centros de visitantes leva cerca de uma hora, e você precisará de tempo adicional para andar na área escarpada de 800 metros até a entrada da gruta. Lembre-se de trazer um casaco: a temperatura dentro da Crystal Cave é de 10º C, independentemente da clima externo.

Upsilon Andromedae/Flickr

Kings Canyon Scenic Byway

Kings Canyon Scenic Byway
Explore um dos cânions mais profundos da América do Norte

Há um fascínio inegável por trás de um lugar chamado Road's End. Este atraente apelido (fim da estrada) se refere o trecho final da Highway 180, o Kings Canyon Scenic Byway, caminho panorâmico aberto em geral do fim da primavera até outubro. Seu asfalto cheio de curvas chega ao fim a 10 quilômetros da Cedar Grove Village, onde tem início a natureza selvagem. Se quiser ir mais longe no Kings Canyon, você vai precisar andar. 

 Junction View e outros mirantes oferecem visões panorâmicas do Kings Canyon, um dos maiores da América do Norte, chegando a 499 metros de profundidade. 

O caminho para chegar ao Road's End é metade da diversão: do Grant Grove, o Kings Canyon Scenic Byway segue em ziguezague por 48 quilômetros para o leste, contornando as margens do barulhento Kings River, especialmente estrondoso com o fim do derretimento da neve na primavera. Junction View e outros mirantes oferecem visões panorâmicas do Kings Canyon, um dos maiores da América do Norte, chegando a 499 metros de profundidade. Considere fazer uma parada na Boyden Cavern (passeios guiados de 45 minutos) e, no verão e na primavera, pare na Grizzly Falls, queda com 23 metros de altura.

Cedar Grove Village é modesta, com algumas áreas de camping, uma pequena hospedaria, estação de guarda-florestal e um pequeno café (aberto do fim de maio até o começo de outubro), mas repleto de trilhas para caminhada. Um destaque perto de Road's End é o percurso de 2,4 quilômetros para o exuberante Zumwalt Meadows, cercado por penhascos de granito impressionantes, esculpidos pelas geleiras.

Vlad Butsky/Flickr

Diversão no Inverno

Diversão no Inverno
Vista roupas quentes e divirta-se em uma maravilhosa região gelada

As sequoias gigantes ficam ainda mais magníficas coroadas de neve fresca, com galhos coloridos de cor de canela e agulhas verdes cobertas de branco. Ainda que o inverno exija um pouco mais de planejamento e equipamento, a ideia pode proporcionar uma inesquecível experiência serrana. 

As sequoias gigantes ficam ainda mais magníficas coroadas de neve fresca, com galhos coloridos de cor de canela e agulhas verdes cobertas de branco

De dezembro a abril, esquis cross-country, sapatos de neve e outros equipamentos podem ser alugados ou comprados em Grant Grove, Wuksachi Lodge e Montecito Sequoia Resort. Esquiadores de cross-country e pessoas que gostam de andar na neve podem reservar um pernoite (em beliches) no rústico Pear Lake Ski Hut, uma caminhada desafiadora de 10 quilômetros a partir da trilha Wolverton (é necessário ter experiência de inverno no interior). Para uma alternativa mais moderada, participe das caminhadas na neve conduzidas por guardas-florestais (oferecidas na maioria dos fins de semana de inverno), ou explore você mesmo. A trilha mais popular é a trilha Congress, com 3 quilômetros de ida e volta, com um trecho para ver a General Sherman Tree. Se prefere não se aparelhar com equipamentos de neve, basta se dirigir às áreas de brincadeira na Big Stump ou Wolverton e fazer um boneco de neve com as crianças. 

A maioria das estradas, exceto a Kings Canyon Scenic Byway, está aberta e limpa no verão, mas sempre use correntes. 

Miguel Vieira/Flickr

Hospedagem e Acampamento em Sequoia e Kings Canyon

Hospedagem e Acampamento em Sequoia e Kings Canyon
Passe a noite em uma cabana histórica, um lodge na montanha ou um resort de luxo

Cabanas rústicas de madeira, bucólicas barracas, hotéis, casas aconchegantes: esta região de parque está repleta de possibilidades de hospedagem. Grant Grove, na entrada norte, reúne a maioria das opções em uma área concentrada. Suas cabanas históricas de madeira parecem uma volta aos anos 1920. Também há acomodações econômicas, em barracas e no confortável John Muir Lodge, com 34 quartos, onde você pode se aconchegar ao lado da lareira de pedra em um convidativo salão. Três áreas de camping (Sunset, Crystal Springs e Azalea) oferecem mais opções. 

Saindo do Kings Canyon Scenic Byway para o Cedar Grove, considere o Cedar Grove Lodge (aberto somente de maio até a metade de outubro), com 21 quartos. Seus pátios e suas varandas dão vista para o Kings River. Ou arme uma barraca em uma das quatro áreas de acampamento ao lado do rio: Sheep Creek, Sentinel, Canyon View e Moraine. 

Na área de Lodgepole/Giant Forest do Parque Nacional Sequoia, o lugar para hospedar-se é o Wuksachi Lodge, um complexo de três prédios com 102 quartos. Instalado em uma construção separada, seu restaurante elegantemente casual, com 90 lugares, tem teto elevado e janelas grandes com vista para a floresta. Dois lugares para hospedagem também são encontrados no Monumento Nacional Giant Sequoia: o Montecito-Sequoia Resort e o Stony Creek Lodge. O Montecito-Sequoia é a versão de High Sierra do estilo Club Med, com ênfase em atividades organizadas para crianças. Os hóspedes ficam em cabanas privadas (algumas com banheiro próprio) ou básicos quartos de hotel. O Stony Creek Lodge é bem menor, com apenas 11 quartos. Quem prefere acampar pode escolher entre as duas áreas favoritas das famílias: Lodgepole e Dorst Creek.

Para um pouco de ostentação, faça uma reserva no Sequoia High Sierra Camp, no Monumento Nacional Giant Sequoia. Bem-pensadas cabanas oferecem confortáveis camas, mantas coloridas e modernos móveis. Um restaurante serve três refeições por dia e lanches prontos para viagem. O brilho das montanhas ao lado sai de graça.

Joevare/ Flickr

Moro Rock

Moro Rock
Escale um despenhadeiro de granito com uma vista incrível

Pelo menos uma vez na vida você precisa fazer isso, mesmo sem comprar uma camiseta depois. Escale o Moro Rock. Ao contrário da maioria das conquistas únicas na vida, esta não é superestimada. O despenhadeiro de 2.050 metros, uma cúpula de granito liso que se projeta de uma cadeia florestal, é acessada por uma série de rampas e escadas. O passeio não demora muito — são apenas 91 metros até o topo —, mas inclui 400 degraus que farão até mesmo os hikers mais experientes se cansarem. Para recuperar o fôlego, pare e admire a vista da garganta do Rio Kaweah bem lá embaixo, ou as curvas da Generals Highway à medida que a estrada vai para o sul, em direção a Three Rivers. 

Pelo menos uma vez na vida você precisa fazer isso, mesmo sem comprar uma camiseta depois. Escale o Moro Rock. 

Assim que chegar ao topo plano do Moro Rock, desfrute da vista de Great Western Divide. Este horizonte de feições alpinas e picos esculpidos por geleiras que arranham o céu a 4.000 metros vai surpreendê-lo. Para melhor aproveitar a visão, caminhe no começo do dia durante o verão, e nos dias mais frescos no outono e na primavera. 

Miguel Vieira/ Flickr

Monumento Nacional à Sequoia Gigante

Monumento Nacional à Sequoia Gigante
Visite as outras regiões de Kings Canyon e Sequoia

Os parques nacionais não são os únicos lugares para encontrar as sequoias gigantes — mais de 30 bosques menos conhecidos estão protegidos nos arredores do Monumento Nacional à Sequoia Gigante. Gerenciado pelo Serviço Florestal dos Estados Unidos, em vez do Serviço Nacional de Parques, sua regras são um pouco diferentes: é permitido passear com cães por aqui (mas não nos parques); acampar também é menos restrito aqui, portanto, barracas podem ser montadas em qualquer lugar (desde que haja qualquer fonte de água por perto). É preciso levar tudo de que precisa sem esquecer-se de nada.

Duas áreas do Monumento Nacional à Sequoia Gigante oferecem destaques fascinantes: as regiões norte de Grant Grove e a área de Big Meadows/Jennie Lakes. À medida que você dirige vindo de Grant Grove, em Kings Canyon Scenic Byway, o caminho passa pelo Converse Basin Grove, conhecido como o maior bosque de sequoias em Sierra. Caminhe pelos 4 quilômetros da Boole Tree Loop, por entre restos melancólicos do parque — um labirinto de troncos imensos em meio a uma floresta secundária mista e o solitário Boole Tree, assim nomeada pelo capataz da madeireira que cortou todas as demais sequoias deste bosque. Próximo dali está uma trilha acessível para cadeira de rodas, a Chicago Stump. Um tronco de 6 metros é tudo o que resta da sequoia nomeada General Noble Tree que, no ano de 1897, foi cortada em diversas partes, transportada e remontada para a Feira Mundial de Chicago. 

Mais ao sul, e a uma curta distância de Generals Highway, suba os 172 degraus da escada de aço para visitar o Buck Rock Lookout, torre de vigilância de incêndio no topo de um monte de granito plano. Nesta região também há várias áreas de camping do Serviço Florestal, além de trilhas de caminhada que levam ao Jennie Lakes Wilderness, com 4.249 hectares. 

Steve Calderaro

Como chegar

Como chegar
Ônibus internos e transporte público facilitam a visita aos parques

Parte da beleza natural deste parque está no fato de ser remoto. Mas isso não significa longas horas de deslocamento. Ônibus públicos funcionam diariamente do Memorial Day ao Labour Day (verifique antecipadamente, pois as condições da estrada podem mudar a programação). Por um preço razoável, o Sequoia Shuttle apanha passageiros em Visalia (56 quilômetros a oeste) para um trajeto de 45 minutos até o parque, passando pela cidadela de Three Rivers, seguindo para o Giant Forest Museum. De lá, você pode pegar os ônibus gratuitos do parque, que param nas principais atrações, como a General Sherman Tree e Moro Rock. Os ônibus do parque funcionam quase no mesmo horário do Sequoia Shuttle, embora algumas saídas possam ser acrescentadas durante os feriados de inverno.

Se quiser ir ainda mais longe com as opções de transporte público, considere usar a Amtrak. Depois de descer do trem que para na cidade de Hanford, no Vale Central, tome o ônibus Amtrak, que percorre 56 quilômetros a leste até Visalia, onde você pode pegar o Sequoia Shuttle para chegar ao parque.

Trip 8-10 dias 10 stops

Sul da Califórnia Definitivo

Cidades litorâneas e muitas trilhas

Sua viagem começa na maior cidade da Califórnia. L.A. tem ação sem parar e muitas coisas para fazer, mas pode ser um desafio se deslocar, então planejar sua viagem com antecedência é uma grande vantagem. Comece pela cidade litorânea de Santa Monica, com uma praia larga e deserta e um cais...

Famoso pelas sequoias gigantes, pelas montanhas altas, por profundos cânions e por rios barulhentos, este conjunto de parques oferece muito para se ver, ainda que seja menos conhecido que Yosemite, 120 quilômetros ao norte. Nos limites do parque nacional está o lado oeste do Mount Whitney, o...